quarta-feira, 18 de novembro de 2015

RESENHA: IT - A COISA

Título: It - A Coisa
Páginas: 1104
Autor (a): Stephen King
Editora: Suma de Letras (2014)

Sinopse: 
Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e... do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em 'It - A Coisa', clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.

Que Stephen King, o Rei do Maine, é realmente um escritor magnífico todos nós sabemos, ok? A leitura de It - A Coisa, foi o meu primeiro contato com alguma obra do autor, que também é escritor de diversas outras obras dos gêneros Suspense e Mistério/Terror. Seus livros são extremamente famosos pelo motivo de quase todos possuírem adaptações cinematográficas, incluindo It, que tem uma adaptação com o nome de It: Uma Obra Prima do Medo.

Vamos flutuar?


Cidade de Derry, Maine. Outono de 1957. Uma morte dá início à um novo ciclo de terror.

Quase um ano se passa após a tragédia e as férias de verão estão para começar, mas essas férias de verão não serão tão "normais" quanto Bill, Ben, Bev, Richie, Eddie, Stan e Mike pensam. A vida das 7 crianças irão se cruzar e um fortíssimo laço de amizade e confiança será compartilhado por cada um deles.

Os desaparecimentos continuam acontecendo, e os 7 amigos decidem ir atrás da Coisa que está por trás de tudo isso. É em 1958 que eles enfrentam a Coisa pela primeira vez e conseguem interromper o ciclo.

30 anos depois, as crianças que salvaram Derry estão crescidas e seguindo suas vidas, com exceção de um deles, que permaneceu em Derry para poder monitorar a cidade caso a Coisa despertasse e iniciasse um novo ciclo.

 Como se já fosse do conhecimento de todos, a Coisa finalmente desperta no ano de 1985. Uma ligação lembra a todos de uma antiga promessa selada com sangue e reúne novamente todos os amigos. Exceto um.



"Um cheiro de lixo, um cheiro de merda e um cheiro de outra coisa. Uma coisa pior do que as outras duas. Era o fedor do animal, o fedor da Coisa, lá embaixo na escuridão debaixo de Derry onde as máquinas trovejavam sem parar. Ele se lembrava de George..."

A história se reinicia e eles tentarão mais uma vez interromper a Coisa, mas dessa vez com o objetivo de matá-la.



Uma obra completa que merece ser lida por cada um dos leitores que existe no mundo. Stephen King criou uma trama magnífica e alucinante que não te deixa desgrudar os olhos do livro e faz o virar das 1104 páginas ser um agradável passatempo!

É um calhamaço! Como já foi citado ali em cima, são 1104 páginas de uma narrativa simplesmente genial. King nos conecta com o universo e os personagens criados, intercalando a narrativa entre terceira e primeira pessoa em alguns pontos.

Li muitas resenhas que disseram que o autor é prolixo (usa palavras em demasia, ou seja, detalha demais) e isso é a mais pura verdade.  Esse defeito, a meu ver, se transformou em qualidade. A cidadezinha de Derry, as características físicas e psicológicas dos personagens são muito, mas muito bem detalhadas mesmo! Confesso que em algumas partes de Interlúdio a história fica brevemente cansativa, mas não menos interessante.

O livro é dividido em 5 partes com 23 capítulos, 5 interlúdios e 1 epílogo. Os 23 capítulos tem uma divisão bem bacana em subcapítulos que possuem time breaks que são inseridos com maestria quando o autor decide narrar um paralelismo entre passado e presente.

Cada um dos personagens inseridos na trama foram criados com perfeição. Podemos notar um amadurecimento em muitos deles. É impossível não amar as crianças e odiar a Coisa e mais alguns personagens. A psicologia deles foi muito bem trabalhada, o que talvez tenha sido o fator extremo da perfeição.

King consegue nos transmitir medo e repulsa por meio de suas palavras. Muitas das passagens do livro me causaram calafrios, algumas outras me causaram nojo e outras me fizeram sentir uma terrível pressão psicológica. A Coisa assume a forma daquilo que você mais teme. Creio que por ter medo de palhaços desde pequeno, a forma da Coisa que mais me aterrorizou foi justamente Pennywise, o palhaço dançarino. Além do palhaço, o autor usa e abusa de diversos fatores que causam fobias nas pessoas: balões, encanamentos, casas abandonadas, aranhas e etc.


It - A Coisa, é um livro polêmico, pois aborda diversos temas que foram e são até hoje motivos de discussões, tais como: racismo, incesto, violência, bullying, homossexualismo e muito mais. Pode ser que incomode algumas pessoas que pretendem ler algo do autor pela primeira vez.

Apesar de todas essas passagens pesadas, polêmicas e aterrorizantes, Stephen King também insere em sua obra alguns fatores importantíssimos sobre amizade, confiança, saudade, amor e muitos outros. Em dados momentos podemos até repensar alguns dos nossos conceitos referentes a esses fatores.

Após o término do livro eu me senti emocionalmente destruído e agradecido ao mesmo tempo. As últimas páginas são de cortar o coração. São pedaços da história que fazem valer a pena uma pessoa encarar um livro de 1104 páginas. Como já dito ali em cima, eu senti medo, nojo, afeição e tristeza. Não é um livro indicado para pessoas que possuem um emocional fraco, tampouco indicado para pessoas que não possuem estômago para encarar a realidade por trás da história.


Avaliação:


24 comentários:

  1. It A Coisa se encontra entre os meus livros preferidos, principalmente em razão da trama fantástica e os personagens únicos, e se não fossem duas passagens que não gostei nem um pouco ocuparia o meu pódio no primeiro lugar.

    bomlivro1811.blogspot.com.br

    bomlivro1811

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu achei o livro e o modo com o King escreve simplesmente fantásticos! O cara sabe contar uma história, reduzir o ritmo em algumas parte e acelerar em outras. Não é à toa que ele é o rei, né?
      Acho que sei bem quais foram as passagens que você não gostou, mas vale lembrar que o gênero é Terror e as partes perturbadoras são bem essenciais.
      Além disso tudo, King ainda conseguiu nos dar uma bela lição de amizade e confiança. As últimas 50 páginas são extremamente emocionantes!
      Se eu fosse reclamar de uma coisa, essa coisa seria os interlúdios 3 e 4. Achei um pouco cansativo ler essas partes.
      Está no meu top 10 de melhores livros lidos esse ano!

      Abraços, Maurilei!

      Excluir
    2. A lição de amizade e confiança passada pelo King foi fantástica. Vou dar uma olhada nos interlúdios 3 e 4 que não lembro assim de cabeça. Se tiver oportunidade leia quantos livros do King puder, pois todos os livros, ao menos dos que eu li até agora, são ao menos muito bons ! Abraços Felipe

      bomlivro1811.blogspot.com.br

      Excluir
    3. Já estou lendo "Sob a Redoma" e tenho alguns montes de livros dele na minha lista de futuras aquisições huahuahuaahuah.

      Excluir
  2. Que bom que você gostou, Phelipe. Sou super suspeita para falar sobre o Stephen King, que é o meu autor preferido. Assim como o Maurilei, recomendo os outros livros do autor, inclusive os livros publicados por ele sob o nome Richard Bachman. Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh, ele já me conquistou com a narrativa, o que veio depois disso foi bônus. É um autor extremamente magnífico! Estou lendo "Sob a Redoma" no momento e brevemente irei lotar minha estante com as obras do King.

      Abraços, Cassiana!

      Excluir
  3. Olá!
    Um dos meus livros favoritos <3 Já li e reli e a emoção é sempre a mesma!
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas | SORTEIO 250 SEGUIDORES! PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
  4. Eu já me decidi que vou começar a ler King por esse livro, só não sei quando. AHUHAUHUA

    Parece ser muito bom mesmo, a média de avaliações dessa obra é muito alta!

    http://desbravandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia mesmo, Vagner! Vale muito a pena!
      Foi o primeiro livro do King que eu li e já percebi o motivo de o cara ser o Rei do gênero.
      As avaliações são todas merecidas. 5 estrelas é o máximo, mas a obra vale bem mais que isso.
      Leia, e prepare-se para se apaixonar por uma narrativa extraordinária!
      Abraços!

      Excluir
  5. O livro é fantástico! Li poucos do King, mas cada um deles têm um significado e uma importância sem precedentes. Fiz a resenha desse, que considero o melhor, além do Cemitério, lá no www.intocados.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É incrível, Dhiego! Estou lendo Sob a Redoma e tô gostando bastante. King entrou pra minha lista de autores favoritos!! O próximo que eu quero ler dele é Misery.

      Abração!

      Excluir
  6. Viva,

    Um escritor que pode ser muito talentoso e é não tenho a menor duvida mas não gosto e já tentei vários :(

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, tem muita gente que não gosta do King. Claro que ele é um escritor muito bom, mas existem melhores por aí.

      Abraços, Fiacha!

      Excluir
  7. Oii.
    Adorei a resenha. Estou mesmo interessada nesse livro, já fazia um tempo até.
    Mas me prometi não ler nada do King até terminar A Torre Negra <3 e estou descobrindo que não sei administrar minhas leituras muito bem.. :(

    Beijos
    https://perfectpick001.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahhhhhhhhhhhhhh! Leia It o quanto antes! É uma obra fenomenal, digna de todas as estrelas possíveis! Não é à toa que é um dos melhores livros do King, mas te digo uma coisa: o final te destrói!

      Abraços!

      Excluir
  8. Adoro os livros do King, mas nunca li esse...
    Adorei a resenha (você escreve muito bem).

    Depois de ver que tem tanta coisa assim no enredo,
    vou adquirir o meu assim que eu puder e ler assim
    que a minha lista não estiver atrasada! hahaha

    Parabéns pelo blog, já estou seguindo :)

    Sala de Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luciana! Leia IT imediatamente! Eu me assustei no começo (1104 páginas assustam qualquer um, não é?), mas foi uma das leituras mais gostosas e fluídas que eu já tive.
      Muito obrigado pela visita, Luciana. Volte sempre aqui ;)

      Beijos!

      Excluir
  9. Olá, Phelipe

    Ainda não li A coisa, mas está na minha lista! quero ler outras obras dele primeiro...
    Não gostei muito do filme, mas acho que é difícil adaptar uma obra tão grandiosa.
    Se quiser uma indicação, leia Os Olhos do Dragão, do King. É um livro onde ele saiu do seu habitual horror/terror e adentrou na fantasia, para que sua filha (na época uma criança) pudesse ler.

    Se quiser uma resenha, temos uma no Sintonia Cult

    Abraço

    radiosintoniacult.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia IT: a Coisa o quanto antes, Wagner. Eu encarei a leitura e me surpreendi com o talento do King. Muitas pessoas criticam o modo de escrita dele, mas foi o que eu mais adorei. O filme é até legalzinho, é só a ponta do iceberg perto do que é o livro.
      Eu já li a resenha de Os Olhos do Dragão lá e, cara, adorei. Já tá na lista de desejados da Amazon.

      Forte abraço, Wagner!

      Excluir
    2. Eu já conheço a escrita do King. Minha esposa é super fã, e eu já me aventurei por algumas obras. Existe um livro que li há muitos anos (Os CEM melhores trabalhos de Stephen King, ou qualquer coisa parecida) que coloca IT em primeiro lugar como a melhor obra da carreira do autor. Só que ele aconselha a ler alguns outros antes, para maximizar a experiência.

      Mais ou menos assim (tenho anotado mas n lembro de cabeça):

      Carrie - O iluminado - A hora do Vampiro - A Dança da Morte - It

      A propósito, não me alongando muito ( mas já enchendo o saco!?!), Sobre a Escrita também é um livro muito bom, um dos meus favoritos da VIDA. Vale a pena conferir!

      Valeu Phelipe, Abração!

      Excluir
    3. IT foi o meu primeirão do mestre!! HAUHAHUUAHUAH
      Salem (A Hora do Vampiro) chegou pra mim ontem. Peguei ele em uma troca no Skoob. Sobre a Escrita é um dos livros dele que eu mais tenho vontade de desbravar!

      Abração, Wagner!!

      Excluir
  10. Ganhei meu exemplar de It esse fim de semana e estou super animada para começar a leitura. Sua resenha está simplesmente incrível e só aumentou minha ansiedade para começar a ler.
    Já li algumas obras do King (Joyland, A Espera de um Milagre, Insônia) e realmente ele detalhe bastante, mas acho que o necessário para vivenciamos a história.

    ResponderExcluir